Empresário português vende participação no angolano Banco BIC

30 September 2014

A empresária angolana Isabel dos Santos e Fernando Teles, o presidente executivo do angolano Banco BIC, compraram a participação de 25% que o empresário português Américo Amorim detinha naquela instituição financeira, noticiou o jornal português Público.

O negócio implica também a mudança na estrutura accionista do Banco BIC Portugal, sendo que António Ruas, outro dos accionistas, alienou a participação de 10% que detinha no banco igualmente a Isabel dos Santos e a Fernando Teles.

O Banco BIC surgiu em Angola tendo-se depois expandido para Portugal com a mesma estrutura accionista, com Isabel dos Santos e Américo Amorim com 25% cada, Fernando Teles com 20% e António Ruas com 10% como os principais detentores de capital do banco.

Com esta operação, Isabel dos Santos passa a deter 42,5% da instituição financeira, uma das maiores no mercado angolano e que assumiu uma dimensão relevante em Portugal a partir do momento que comprou o Banco Português de Negócios ao Estado português e a posição de Fernando Teles sobe para 37,5%.

A empresária Isabel dos Santos é o maior investidor de Angola em Portugal, depois da estatal Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol).

A empresária controla a NOS em parceria com o grupo Sonae, através de uma sociedade, ZOPT, que detém 50,01% do capital da empresa, é a segunda maior accionista do Banco BPI, onde detém 18,6% (via Santoro) e detém, indirectamente, capital no grupo Galp Energia, controlado por Américo Amorim. (macauhub/AO/PT)

MACAUHUB FRENCH