Linhas Aéreas de Angola vão ser geridas pela Emirates

6 October 2014

A transportadora aérea de bandeira Linhas Aéreas de Angola (Taag) vai ser gerida pela Emirates dos Emirados Árabes Unidos ao abrigo de um acordo de parceria estratégica assinado no Dubai na passada semana, noticiou a imprensa angolana.

Nos termos do acordo a Emirates passará a nomear o presidente do Conselho de Administração da Taag e mais três administradores executivos, de um total de nove membros, mas a gestão corrente será assegurada por uma Comissão Executiva composta pelos administradores executivos nomeados pela Emirates para as áreas comercial, operacional, financeira e administrativa.

“Damos um passo decisivo rumo à transformação que se pretende a nível da governação e gestão da companhia”, afirmou na ocasião o ministro dos Transportes de Angola, Augusto da Silva Tomás.

Em comunicado divulgado em Luanda, o Ministério dos Transportes afirma que o acordo visa fornecer à Taag uma gestão profissional de nível internacional, libertando a empresa de problemas de eficiência e permitindo aumentar a oferta de destinos e melhorar o serviço e padrões de operacionalidade e segurança.

Entretanto, a Taag vai contrair empréstimos no montante de 261 milhões de dólares para pagar dois aviões Boeing 777-300ER, de uma encomenda de três, o primeiro dos quais já está ao serviço, de acordo com uma autorização presidencial.

Com esta autorização, a Taag vai poder celebrar acordos de financiamento com o Hong Kong and Shanghai Banking Corp, angolano Banco de Negócios Internacional, Banco Africano de Exportações e Importações (African Export-Import Bank – Afreximbank) e um sindicato de bancos, nos montantes de 130,2 milhões e 131,5 milhões de dólares. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH