Governo de Angola adjudica construção de 177 quilómetros de estradas nacionais

6 October 2014

As empresas angolanas Omatapalo – Engenharia e Construção e Marsanto vão construir duas estradas nacionais na província da Lunda Norte ao abrigo de contratos com o valor conjunto de 135 milhões de dólares, noticiou a imprensa angolana.

A empresa Omatapalo vai construir 90 quilómetros da estrada EN-190, que liga a cidade do Dundo (capital da Lunda Norte) à vila do Nzagi, sede do município do Cambulo, nos termos de um contrato de 6750 milhões de kwanzas (68,6 milhões de dólares).

A Marsanto, por seu turno, vai construir um troço de 87 quilómetros da EN-170, que liga a sede do município do Lubalo à comuna do Camaxilo no município do Caúngula e que intercepta a EN-225 que dá acesso ao litoral do país.

Este contrato tem o valor de 6525 milhões de kwanzas (66,3 milhões de dólares), sendo o prazo de execução de 24 meses, em ambos os casos.

A Omatapalo – Engenharia e Construção iniciou a sua actividade em Agosto de 2003, na província da Huíla, resultado da união de esforços entre a Carlos José Fernandes e C.ª , empresa com mais de 70 anos de experiência no sector da construção civil em Portugal, e a CNS, empresa de serviços, sendo o objectivo criar, em Angola, uma empresa de construção civil que operasse a partir do interior do país. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH