Relações entre Portugal e a China deram “um passo de gigante”

9 October 2014

As relações entre Portugal e a China deram nos últimos anos “um passo de gigante” em áreas como o investimento e o ensino da língua portuguesa, afirmou quarta-feira em Lisboa o presidente do Observatório da China.

Rui D’Ávila Lourido, que falava à agência noticiosa Lusa a propósito do colóquio “Portugal-China: 35 anos de cooperação e potencialidades futuras”, organizado pelo Observatório da China, a decorrer quarta e quinta-feira em Lisboa e Cascais, defendeu “uma atenção especial ao sector turístico.”

O presidente do Observatório da China afirmou assistir-se actualmente “à consubstanciação do acordo de parceria estratégica entre a China e Portugal.”

A conferência “Portugal-China: 35 anos de cooperação e potencialidades futuras” iniciou-se quarta-feira, na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, com a presença do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Luís Campos Ferreira, e o embaixador da China em Portugal, Huang Songfu, cabendo a conferência de abertura ao professor e antigo presidente do CDS Adriano Moreira.

O encontro prossegue hoje, quinta-feira, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, para debater “Os Novos Caminhos do Conhecimento e da Aprendizagem nos Negócios” e “O Mar e Potencialidades Futuras”.

A organização cabe ao Observatório da China, uma associação com pólos em Portugal, China (Macau e Pequim) e Brasil (Salvador da Baía) que pretende contribuir para a divulgação do conhecimento sobre este país em Portugal, em colaboração com investigadores e agentes culturais, nacionais e internacionais, além de instituições. (macauhub/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH