Governo de Angola quer maior intervenção de empresários locais na exploração petrolífera

22 October 2014

O ministro dos Petróleos de Angola, Botelho de Vasconcelos, defendeu que, com a licitação de novos blocos de petróleo, os empresários angolanos devem ter uma maior intervenção nos próximos concursos de aquisição de contratos para o fornecimento de bens e serviços nas operações petrolíferas.

O ministro disse que as empresas, ao invés de prestarem serviços em pequenos trabalhos, devem obter mais capacidade técnica e financeira para aproveitar outras oportunidades que exigem maior complexidade.

O ministro, que discursava na abertura do “Fórum de Fornecedores do Sector Petrolífero”, em Luanda, pediu às empresas angolanas que se tornem mais competitivas e profissionais para que possam acompanhar os novos desenvolvimentos tecnológicos.

Actualmente estão registadas três mil empresas nacionais, sendo parte delas vocacionadas à actividade de prestação de serviços e outras à produção, perfuração e áreas técnicas.

Botelho de Vasconcelos disse esperar que surja no futuro de Angola “uma classe empresarial forte e mais parcerias lucrativas para as empresas nacionais e estrangeiras.” (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH