Angola deve diversificar economia para reduzir impacto da queda dos preços do petróleo

30 October 2014

A baixa do preço do petróleo nos mercados internacionais representa uma oportunidade para que Angola diversifique a sua economia e reduza a dependência da exportação de hidrocarbonetos, afirmou quarta-feira em Luanda o ministro da Economia.

Abraão Gourgel apontou como sectores potenciais para a diversificação económica os da agricultura, alimentação, agro-indústria, actividade extractiva, bem como a cadeia produtiva do petróleo.

Entre os sectores disse estarem também os da habitação, água, energia, transportes e logística, “que são os que o governo já identificou no seu programa de diversificação, que pretende reduzir o impacto, na economia nacional, das oscilações do preço do petróleo”, disse o ministro.

Por seu turno, o ministro dos Petróleos, José Maria Botelho de Vasconcelos, disse no final da reunião do Conselho de Ministros que Angola deverá registar uma produção média diária de 1,83 milhões de barros em 2015, quantidade que representa um acréscimo de 10% relativamente à inscrita no Orçamento Geral do Estado para o próximo ano.

Com o preço de referência nos mercados internacionais a rondar 85 dólares, o ministro considerou a situação insatisfatória, mas manifestou-se esperançado que da próxima reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) saia uma solução para a situação.

A produção petrolífera em Angola realiza-se cada vez mais em águas profundas, o que pressupõe elevados investimentos, tendo a variedade Brent como referência. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH