Empresa portuguesa Vitropor expande actividade para Moçambique

30 October 2014

A empresa Vitropor vai expandir-se com a construção de uma fábrica de transformação e comercialização de vidro na Matola, em Moçambique, ao abrigo do programa Internacionalizar em Parceria, disse o empresário português Pedro Aguiar.

A expansão da empresa decorre do contracto assinado quarta-feira ao abrigo daquele programa, concebido pela Caixa Capital, Mota-Engil Indústria e Inovação e Aicep Capital Global e que visa apoiar a internacionalização de pequenas e médias empresas portuguesas.

A Vitropor, através do acordo assinado, dá o passo inicial para se internacionalizar, contando para tal com o apoio financeiro dos parceiros do programa que, em conjunto, deterão 49% do capital da sociedade de direito moçambicano, bem como com o apoio da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

O projecto da Vitropor envolverá “um investimento de 1,6 milhões de dólares”, disse o empresário à agência noticiosa Lusa.

Actualmente, a Vitropor, empresa de cariz familiar, factura entre 2 milhões a 3 milhões de euros por ano, disse Pedro Aguiar, realçando que com a operação em Moçambique a facturação da empresa deverá subir para 3 milhões a 4 milhões de euros.

Este investimento é o quinto projecto apoiado ao abrigo deste programa, depois dos já celebrados com a Solargus para o Perú e com a Nortenha, a MGT e a MTT Metálica para Angola. (Macauhub/MZ/PT)

MACAUHUB FRENCH