Espanha deixa de apoiar Orçamento de Estado de Cabo Verde

5 November 2014

A Espanha vai deixar de prestar apoio ao Orçamento de Estado de Cabo Verde embora pretenda retomar a ajuda ao arquipélago num novo formato a partir de 2015, disse na Praia o novo embaixador de Espanha em Cabo Verde, Luís Calvo.

No final de uma audiência com o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, o embaixador disse que o novo formato, ao contrário do anterior que foi interrompido este ano, será efectuado através de empresas e de instituições europeias.

“Esse novo formato de cooperação é mais eficaz, uma vez que existem empresas em Espanha interessadas em investir em Cabo Verde “e isso pode ser muito bom para as duas partes.”

Em Outubro passado, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) concedeu um empréstimo de 15 milhões de euros a Cabo Verde para financiar programas de governo e de promoção do investimento e aproveitou a ocasião para recomendar o fim dos empréstimos em condições favoráveis ao arquipélago.

No comunicado em que anunciou a concessão do empréstimo, o BAD recomendou a Cabo Verde, país de rendimento médio mas de renda baixa, que comece a procurar com maior frequência empréstimos comerciais para financiar o seu desenvolvimento.

Cabo Verde acedeu ao estatuto de país de rendimento médio em 2008, tendo-lhe sido atribuída uma fase de transição de cinco anos para adaptar a economia às regras do mercado, período que terminou a 31 de Dezembro de 2013. (Macauhub/CV)

MACAUHUB FRENCH