Grupo brasileiro Vale anuncia venda de activos em Moçambique

6 November 2014

O grupo brasileiro Vale vai anunciar “em breve” a venda de uma participação entre 15% a 25% na Vale Moçambique, subsidiária que controla a mina de carvão mineral de Moatize, disse há dias o presidente da Vale, Murilo Ferreira, citado pela imprensa brasileira.

O presidente do grupo mineiro disse ainda estar igualmente a ser negociada a venda de uma participação que poderá atingir metade dos 70% que o grupo detém no Corredor de Nacala, igualmente em Moçambique, um sistema formado por uma linha de caminho-de-ferro e por um porto, onde está associado à estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique.

No segundo trimestre de 2014 a Vale Moçambique apresentou prejuízos de 103,5 milhões de dólares, não obstante ter aumentado as vendas de carvão para 833 mil toneladas, elevando para 142 milhões de dólares o prejuízo registado no primeiro semestre.

O director da empresa, Pedro Gutemberg, disse na altura que os prejuízos derivam do facto de os custos operacionais associados ao escoamento de carvão extraído em Moçambique manterem-se “muito elevados”, na ordem de 65 dólares por tonelada, e de os preços nos mercados internacionais estarem muito baixos, cerca de 120 dólares por tonelada.

No terceiro trimestre do ano, o grupo Vale registou uma receita líquida de 20,6 mil milhões de reais, menos 26,8% do que no período homólogo de 2013 e um prejuízo de 3,38 mil milhões de reais, devido fundamentalmente ao impacto da desvalorização do real face à dívida do grupo denominada em dólares. (Macauhub/BR/MZ)

MACAUHUB FRENCH