Governo português anuncia venda de 66% da companhia aérea TAP – Air Portugal

14 November 2014

O governo português vai vender 66% do capital social do grupo TAP – Air Portugal, mantendo-se 34% nas mãos do Estado, pelo menos durante dois anos, de acordo com a decisão aprovada quinta-feira em Conselho de Ministros.

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, disse no final da reunião que além da companhia aérea serão vendidos todos os activos do grupo, incluindo, por exemplo, o negócio de manutenção que detém no Brasil (a antiga VEM), que havia sido comprado em parceria com o empresário de Macau Stanley Ho.

O Estado, acrescentou, “reserva para si uma opção de venda dos 34%, que poderá exercer nos dois anos subsequentes” à assinatura do contrato de venda e desde que as exigências previstas no caderno de encargos – que ainda terá de ser aprovado pelo Conselho de Ministros – sejam cumpridas, adiantou Sérgio Monteiro.

Entre os interessados estarão, de acordo com o jornal português Público, a espanhola Globalia, um consórcio que juntou o empresário português Miguel Pais do Amaral, o antigo dono e presidente da Continental Airlines, Frank Lorenzo e o grupo português de transportes Barraqueiro.

Também houve manifestações de interesse por parte da companhia brasileira Azul, além de Gérman Efromovich, que apresentou a única proposta de compra da companhia aérea quando ocorreu a primeira tentativa de venda da TAP – Air Portugal.

O grupo TAP – Air Portugal tem actualmente um passivo financeiro de cerca de mil milhões de euros. (Macauhub/TAP)

MACAUHUB FRENCH