Produção agrícola em Angola deverá crescer 12% em 2015

20 November 2014

A previsão de uma taxa de crescimento de 9,7% do Produto Interno Bruto constante do Orçamento de Estado para 2015 é o resultado agregado das previsões sectoriais, com destaque para a agricultura que deverá crescer 12%, disse o ministro do Planeamento e do Desenvolvimento Territorial.

Job Graça, que falava aos deputados da 5ª Comissão de Economia e Finanças, no debate na especialidade da proposta do Orçamento Geral do Estado para 2015, disse que os sectores agricultura, construção, indústria, petróleo e serviços mercantis têm, quando somados, um peso de 89% na estrutura da formação do PIB.

Citado pela agência noticiosa Angop, o ministro adiantou que o crescimento do sector agrícola ficará a dever-se aos bons resultados a serem provavelmente alcançados por uma série de perímetros irrigados, como os de Caxito, Bom Jesus, Calenga e Mucoso, que produzem essencialmente fruta.

Aquele crescimento resultará igualmente da consolidação de um conjunto de projectos de média e grande dimensão, onde serão cultivados essencialmente cereais e batata reno, leguminosas e desenvolvidas actividades pecuárias, bem como das explorações familiares, principalmente nas áreas onde predominam as culturas de mandioca, batata-doce, cereais e leguminosas.

O ministro disse que o sector petrolífero deverá crescer 10,7%, devido à precisão de aumento da produção dos blocos 17, 18 e 31, que representam em conjunto cerca de 60% da nossa petrolífera angolana.

A proposta de Orçamento para 2015, aprovada na generalidade dia 13 de Novembro corrente, tem receitas previstas de 4184,9 mil milhões de kwanzas e despesas de 5215,8 mil milhões de kwanzas, criando um défice de 1031 mil milhões de kwanzas, que será coberto com recurso a financiamento externo e interno. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH