Consórcio indiano anuncia construção de central termoeléctrica em Moçambique

20 November 2014

O consórcio indiano ICVL vai construir uma central termoeléctrica alimentada a carvão em Moçambique quando garantir compradores para a energia eléctrica a produzir, disse o presidente executivo da ICVL, Ajay Mathur.

Mathur, que se escusou a avançar muitos mais pormenores sobre esta central, disse à agência financeira Bloomberg que a central será construída “logo que a venda da energia eléctrica esteja garantida.”

A central eléctrica, a construir na província de Tete, é um dos vários investimentos que estão a ser feitos nesta zona do noroeste de Moçambique, onde estão situadas as maiores reservas de carvão e também a barragem de Cahora Bassa, que serve Moçambique, África do Sul, Zimbabué e a Zâmbia.

Entretanto, o consórcio recebe dia 24 de Novembro corrente o primeiro carregamento de carvão mineral extraído em Moçambique, concretamente na mina de Benga, na província de Tete.

Em Julho passado, o ICVL, consórcio constituído pelas empresas estatais indianas Coal India, Steel Authority of India, National Thermal Power Corporation (NTPC), National Mineral Development Corporation (NMDC) e Rashtriya Ispat Nigam Limited (RINL), assinou um acordo para comprar por 50 milhões de dólares uma participação de 65% na mina de Benga e de 100% nas de Zambeze e Tete Oriental ao grupo anglo-australiano Rio Tinto, que havia pago 3,7 mil milhões de dólares. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH