Jovens empresários de língua portuguesa querem criar confederação

20 November 2014

As associações de jovens empresários da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) aprovaram uma proposta para a criação de uma confederação, para fomentar negócios e ultrapassar os constrangimentos existentes, disse o presidente da Associação dos Jovens Empresários Cabo-Verdianos (AJEC).

Paulino Dias adiantou que, além da confederação, foram aprovadas outras quatro propostas que serão apresentadas aos governos dos nove Estados membros da CPLP – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Da reunião saiu também a proposta de introdução de facilidades na concessão de vistos a jovens empresários de associações devidamente credenciadas, “para uma melhor circulação dentro do espaço da CPLP”, através de mecanismos que podem ser, mais tarde, refinados.

A quarta proposta aprovada foi a da criação “urgente”, no âmbito dos ministérios dos Negócios Estrangeiros dos Estados membros da CPLP, de uma unidade que faça a recolha, sistematização, análise e disseminação de oportunidades de negócio, de regras e procedimentos de acesso aos mercados e respectivos dispositivos de financiamento.

A última proposta passa pela criação de mecanismos de acesso do sector privado, “com especial ênfase nas micro e pequenas empresas”, dentro do espaço CPLP.

O evento, promovido pela AJEC, contou com a participação das associações de jovens empresários de Angola (Prestígio), Brasil (Conaje), Guiné-Bissau, Moçambique (ANJEM), Portugal (ANJE), São Tomé e Príncipe (AJESTP) e Timor-Leste (ANJET). (Macauhub/AO/BR/GW/MZ/PT/ST/TL)

MACAUHUB FRENCH