Moody’s revê em baixa crescimento da economia de Moçambique

3 December 2014

A agência de notação de risco Moody’s reviu em baixa para 7,5% este ano e 8,2% em 2015 a previsão de crescimento da economia de Moçambique relativamente às estimativas apresentadas em Outubro, de acordo com um relatório divulgado terça-feira.

No relatório, citado pela agência noticiosa Lusa, a Moody’s afirma que Moçambique tem tido níveis assinaláveis de crescimento, impulsionado pela exploração dos recursos naturais e sustentado no apoio técnico que o Fundo Monetário Internacional tem dado, “mas a extensão do contributo destas indústrias para o crescimento vai depender do sucesso das melhorias nas infra-estruturas”, encaradas como fundamentais para garantir que o país obtém o máximo proveito dos vastos recursos naturais existentes.

As exportações de carvão, por exemplo, “necessitam de rotas ferroviárias ligadas a grandes portos com elevada capacidade para processar carregamentos e as exportações do gás natural precisam da construção de dispendiosas centrais de tratamento de gás natural.”

A agência sublinha que melhorar, e nalguns casos construir de raiz uma rede de infra-estruturas para explorar os “abundantes recursos naturais, apresenta riscos para as finanças públicas”, uma vez que resulta em “défices elevados, apesar do apoio internacional dos doadores”, a que se junta a “incerteza sobre o nível de retorno” que as contas do Estado vão conseguir tirar da produção de recursos naturais.

Com a dívida pública a valer 53,1% do PIB, a Moody’s afirma que o valor é alto comparado com outros países da região e com o mesmo nível de notação de risco e adverte que o cenário mais provável é que continue a subir por causa dos elevados défices orçamentais. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH