Governo de Cabo Verde analisa venda de acções da Garantia Seguros

10 December 2014

A oferta de venda de 4831 acções da Garantia Seguros detidas pelo Estado de Cabo Verde teve uma subscrição incompleta, pelo que as acções não vendidas serão alienadas de acordo com modelo a definir, anunciou o Ministério das Finanças e Planeamento.

Das acções colocadas à venda pela Unidade de Privatização e Parcerias Público-Privadas foram vendidas 3105, ou 64,3% do total, aos trabalhadores da companhia de seguros, que pagaram 18,63 milhões de escudos, ao preço unitário de 6 mil escudos.

A secretária de Estado adjunta da ministra das Finanças, Esana Carvalho, disse recentemente que a decisão do governo de alienar as acções detidas na seguradora dava continuidade à retirada do Estado das pequenas participações no sector empresarial, depois de em 1998 ter vendido a maior parte das acções detidas naquela companhia de seguros.

“Começámos com o Banco Comercial do Atlântico onde tínhamos 10%, também temos a Empresa Nacional de Combustíveis e Lubrificantes (Enacol) com uma pequena participação e outras que estão em análise”, disse a secretária de Estado, que acrescentou “basicamente estamos a vender ao público a participação do Estado nessas empresas.”(Macauhub/CV)

MACAUHUB FRENCH