Angola emite dívida para executar Orçamento de Estado para 2015

12 December 2014

A proposta de lei do Orçamento Geral do Estado de Angola para 2015, aprovado quinta-feira em Luanda em versão definitiva, contempla um défice de 1031 mil milhões de kwanzas (10 114 milhões de dólares), a ser coberto com recurso a financiamento externo e interno.

Na visão do governo, que submeteu a proposta de Lei quinta-feira aprovada, “o endividamento interno e externo, necessário para assegurar a execução de projectos em curso, representa cerca de 35% dos recursos totais, sendo 18% a nível interno e 17% a nível externo.”

A necessidade de recorrer ao crédito bancário e às linhas de crédito, nacionais e internacionais, para financiar projectos de investimento de empresas do sector público, deriva da redução das receitas fiscais previstas para 2015, de acordo com a agência noticiosa Angop.

Elaborado para servir de suporte financeiro ao Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, o orçamento agora aprovado em votação final comporta receitas estimadas em 7,25 biliões de kwanzas (71 mil milhões de dólares).

As receitas fiscais (excluindo desembolsos de financiamento e venda de activos) deverão cifrar-se em 4,18 biliões de kwanzas, montante que equivale a 31% do Produto Interno Bruto.

Daquele montante, 60,96% provêm das receitas petrolíferas, representando 18,9% do Produto Interno Bruto (PIB) e 39,3% das não-petrolíferas, representando 12,1% do PIB. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH