Soares da Costa Moçambique com o melhor ano de sempre em 2014

12 December 2014

A empresa de construção civil Soares da Costa Moçambique vai facturar mais de cem milhões de euros em 2014, o melhor ano de sempre, disse em Maputo o administrador da empresa, Rui Carrito.

O administrador disse à agência noticiosa Lusa que a facturação da empresa deverá este ano registar um crescimento de 20% relativamente a 2013, devido ao envolvimento nos grandes projectos da brasileira Vale, no carvão e da norte-americana Anadarko Petroleum, no gás.

“São os grandes projectos que fazem a facturação da empresa sair da mediania que tínhamos há quatro ou cinco anos de 15 milhões de euros por ano para um pouco mais de cem milhões de euros em 2014, que vai ser o melhor de sempre em Moçambique e muito ancorado nos clientes Vale e Anadarko”, afirmou.

Para a Vale, a Soares da Costa participa na construção da linha de caminho-de-ferro no norte do país, assegurando 40 pontes ao longo de 500 quilómetros de obra e está também a erguer 50 edifícios para a mineira brasileira no porto de Nacala-a-Velha, província de Nampula, onde chegará o carvão proveniente de Moatize, em Tete.

O outro grande cliente, a Anadarko Petroleum, encomendou estradas, caminhos rurais e plataformas de apoio às pesquisas em terra que está a realizar em Cabo Delgado, onde lidera um dos principais blocos de exploração de gás natural na bacia do Rovuma,

Além dos projectos para a Vale e para a Anadarko, a empresa desenvolve dezenas de obras em todo o país, destacando-se sete pontes nas províncias de Manica e Sofala, 200 quilómetros de uma estrada em Gaza, dois edifícios para o Banco de Moçambique, outro para o Ministério da Justiça, além de dois hospitais distritais, 50 casas para a Hidroeléctrica de Cahora Bassa, no Songo (Tete) e a reconstrução da estação central de caminho-de-ferro de Maputo. (Macauhub/MZ/PT)

MACAUHUB FRENCH