Queda do preço do petróleo aumenta custo do financiamento de Angola

17 December 2014

As taxas de juro de referência para os empréstimos contraídos por Angola têm estado a aumentar devido à queda dos preços do petróleo, tendo a taxa para as obrigações a cinco anos aumentado 71 pontos base para 7,72%, escreveu a agência financeira Bloomberg.

A agência escreveu ainda que todas as taxas de juro de referência para empréstimos aos Estados africanos, nomeadamente aqueles mais dependentes do petróleo, subiram significativamente, como no caso de Angola, cujo aumento de 71 pontos base ocorreu numa semana.

Tal significa que se Angola quiser obter financiamento internacional, a taxa de juro de referência que o mercado está disposto a oferecer é 7,72% ao ano para empréstimos a cinco anos, acima da taxa cobrada à Nigéria, a maior economia africana e o maior produtor de petróleo a sul do Saara, que paga 7% para a emissão de Obrigações do Tesouro a cinco anos.

De acordo com a Bloomberg, a razão para a subida das taxas de juro nestes países, mas também no Gana, Gabão e Quénia, entre outros, está directamente relacionada com a descida dos preços do petróleo, que tem um impacto directo nos orçamentos destes países, que dependem da exportação de petróleo para efectuarem a maior parte das despesas do Estado.

Angola, o segundo maior produtor da África a sul do Saara a seguir à Nigéria, recebe 76% das receitas fiscais por via do sector petrolífero, cujas exportações representam mais de 98% do total. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH