Macau e Guangdong aprofundam cooperação económica

19 December 2014

As autoridades de Macau e da Província de Guangdong assinaram quinta-feira um acordo de liberalização do comércio de serviços entre as duas partes que entrará em vigor a 1 de Março de 2015.

O acordo foi assinado pela vice-ministra do Comércio, Gao Yan e o secretário para a Economia e Finanças de Macau, Tam Pak Yuen.

Segundo o estabelecido no Acordo de Concretização Básica da Liberalização do Comércio de Serviços em Guangdong entre o Interior da China e Macau, assinado no âmbito do CEPA (Acordo de Estreitamento das Relações Económicas e Comerciais entre o Interior da China e Macau), passam a ser liberalizados 153 sectores do comércio de serviço o que representa 95,6% dos 160 sectores de serviços classificados segundo os critérios da Organização Mundial do Comércio (OMC).

O acordo indica 58 dos sectores de serviços, entre eles as áreas de publicidade hotelaria, restauração e transporte rodoviário de mercadorias, passam a gozar de tratamento nacional o que representa poderem entrar no mercado da província de Guangdong nas mesmas condições do que as empresas do Interior da China.

No Acordo CEPA e nos dez suplementos, assinados entre 2003 e 2013, os sectores jurídicos, médicos e dentários, turismo, audiovisuais, sociais e estabelecimentos industriais ou comerciais, em nome, individual foram liberalizados podendo ter actividade não só em Guangdong mas também em toda a China.

Na área do comércio de mercadorias, no primeiro ano da execução do Acordo, havia 273 tipos de mercadorias que beneficiavam de isenção de direitos aduaneiros número que aumentou para 1313 mercadorias, nos termos do código tarifário de 2014 da China. (Macauhub/CN/MO)

MACAUHUB FRENCH