Governo angolano autoriza grupo italiano ENI a continuar exploração de bloco petrolífero

20 January 2015

O governo de Angola autorizou o grupo petrolífero italiano ENI a prolongar por três anos a prospecção de petróleo no bloco 15/06, no mar angolano, informou o grupo em comunicado divulgado em Milão.

De acordo com o comunicado, trata-se de uma actividade em águas ultra profundas angolanas, ainda em fase de avaliação, 350 quilómetros a noroeste de Luanda e cuja licença inicial tinha terminado em Novembro último.

O grupo adiantou ter solicitado ao governo uma “extensão” desse prazo, para concluir as operações de exploração em curso, sendo que o prolongamento permitirá, nomeadamente, alargar a actividade de perfuração em três poços e a realização de análises sísmicas numa área de mil quilómetros quadrados.

“Se a exploração se revelar de sucesso, qualquer descoberta poderá ser aproveitada rapidamente, utilizando as infra-estruturas de produção actuais”, sublinhou o grupo italiano.

Este prolongamento de prazo, refere ainda a petrolífera, inclui uma área adjacente ao bloco 15/06 abrangendo a descoberta da reserva “Reco-Reco”, estimada em mil milhões de barris de petróleo.

No bloco 15/06, a ENI já perfurou, nos últimos oito anos, 24 poços para exploração do petróleo, que resultaram na descoberta de mais de 3 mil milhões de barris de petróleo. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH