Timor-Leste inicia criação de Banco Nacional de Desenvolvimento

22 January 2015

O governo de Timor-Leste deu início ao processo de criação do futuro Banco Nacional de Desenvolvimento (BND), que considera um instrumento importante para o desenvolvimento económico e estratégico do país, de acordo com um comunicado do Conselho de Ministros.

No comunicado, Ágio Pereira, ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros e porta-voz oficial do governo, destaca que o governo quer ter uma primeira análise concluída até Junho.

“É bom ver que estão a ser dados passos para a criação do Banco Nacional de Desenvolvimento de Timor-Leste, que permitirá às empresas timorenses crescerem, criarem emprego e construírem as infra-estruturas económicas da nação”, refere, citado no comunicado.

O texto recorda que o governo já tinha aprovado em 2010 uma primeira resolução para iniciar o processo, “reconhecendo os desafios que os empresários de Timor-Leste enfrentam para obter financiamento e observando a importância de um acesso adequado para construir o sector privado e aumentar o crescimento económico.”

A agência governamental responsável pela criação do Banco é a Secretaria de Estado para o Apoio e Promoção do Sector Privado, em colaboração com o Ministério das Finanças e com o Banco Central, pode ler-se no comunicado.

Até à data de apresentação do papel e da estrutura geral do BND, aquela secretaria de Estado vai analisar todas as opções e avaliar os pontos fortes e fracos dos diferentes modelos.

O governo de Timor-Leste está a ser assessorado nesta análise pela Iniciativa de Desenvolvimento do Sector Privado do Pacífico (“Pacific Private Sector Development Initiative”), apoiada pelo Banco Asiático de Desenvolvimento, Programa de Ajuda da Austrália (Australian Aid) e Programa de Ajuda da Nova Zelândia (New Zealand Aid). (Macauhub/TL)

MACAUHUB FRENCH