BAD anuncia plano estratégico 2015/2019 para a Guiné-Bissau

2 February 2015

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai apostar na consolidação do estado de direito na Guiné-Bissau e na construção de infra-estruturas de apoio à população, de acordo com o plano estratégico aprovado na quarta-feira, anunciou a instituição.

O plano divulgado na sexta-feira e que abrange o período de 2015 a 2019 surgiu “na sequência das eleições gerais de 2014”, pondo fim a um período de crise depois de um golpe de estado, dois anos antes.

O documento identifica “fragilidades” e alerta para a necessidade de uma “reforma militar” e “melhoria do sistema de justiça para promover um crescimento [económico].”

Na prática, o banco vai dar prioridade a quatro aspectos – integração regional ao nível da África Ocidental, em particular com “a revitalização de parcerias em que o Estado possa confiar” para se fortalecer, maior participação de intervenientes não estatais na vida do país, coordenação eficaz das operações de doadores e diálogo sobre políticas governamentais.

De acordo com os dados recolhidos pelo BAD, a fragilidade do país e contínua instabilidade “têm resultado num acentuado declínio do crescimento económico nos últimos anos.

A taxa de crescimento do produto interno bruto caiu de 5,3% em 2011 para -1,5% em 2012, destacou o banco, realçando que as condições de vida da generalidade da população “também se degradaram.” (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH