Portugal e Espanha vão receber feijão de Moçambique

10 February 2015

Uma fábrica com capacidade para processar mil toneladas de feijão por ano deverá estar a funcionar dentro de alguns meses em Lichinga, capital da província do Niassa, estando os mercados de destino já identificados, afirmou o administrador delegado.

Augusto Kuntuela foi citado pelo Diário de Moçambique, jornal que se publica na cidade da Beira, a dizer que o empreendimento é uma iniciativa da Sociedade Malonda com o qual se pretende motivar os camponeses a aumentarem as suas áreas de produção e apoiar a comercialização do feijão produzido no Niassa.

As máquinas foram compradas no Japão e na China, devendo dentro de alguns meses chegar um técnico para proceder à sua montagem e dar formação ao pessoal que vai trabalhar na fábrica, disse Kuntuela.

O feijão a ser processado na fábrica tem como destino Portugal e Espanha, depois da Sociedade Malonda ter chegado a acordo com importadores daqueles países que participaram na Feira Internacional de Maputo de 2014.

O administrador delegado disse ainda que, além das vendas no mercado doméstico, aqueles dois países serão os primeiros mercados de exportação da fábrica. (Macauhub/MZ/PT)

MACAUHUB FRENCH