Angola divide bacia do Namibe em blocos para exploração de petróleo

12 February 2015

O governo de Angola aprovou a divisão em 12 blocos da Zona Marítima da Bacia do Namibe, no sul, para futuras concessões petrolíferas, de acordo com um despacho executivo do ministro dos Petróleos.

O documento, assinado pelo ministro Botelho de Vasconcelos e que entrou em vigor a 6 de Fevereiro, informa que a decisão visa “definir e estabelecer a divisão em blocos” daquela zona marítima, permitindo assim “futuras concessões petrolíferas”.

A Zona Marítima da Bacia do Namibe abrange uma área superior a 68 mil quilómetros quadrados (km²) ao largo da província do Namibe.

A concessionária petrolífera angolana Sonangol anunciou em Junho último que pretende licitar este ano 12 blocos para exploração de petróleo no mar, que acrescem a outros dez em terra e em processo de licitação.

De acordo com a empresa estatal, dos novos blocos a licitar em 2015, sete estão localizados precisamente na bacia do Namibe (sul do país) e cinco na do Baixo Congo (norte).

Enquanto concessionária nacional, a Sonangol tem em curso o leilão de outros dez novos blocos nas bacias terrestres dos rios Cuanza e Congo, que podem representar mais de metade das reservas conhecidas de Angola. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH