Três grupos chineses interessados na compra do português Novo Banco

16 February 2015

Três das 17 entidades que entregaram manifestações de interesse para comprar o Novo Banco são chinesas, afirmou o jornal português Diário Económico citando fontes do sector financeiro.

O jornal, que apenas identifica o grupo Fosun International como um dos interessados, recorda que o Banco da China e o Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) abriram sucursais em Portugal, enquanto o grupo Haitong International comprou o Banco Espírito Santo Investimento por 379 milhões de euros.

O Banco de Portugal procedeu a 28 de Janeiro passado à selecção das entidades que passam à segunda fase do processo de venda do Novo Banco, tendo vários interessados ficado pelo caminho, por não-cumprimento dos requisitos fixados.

Entre as entidades que manifestaram interesse e que terão passado à segunda fase estarão o BPI, o Santander e o Banco Popular, bem como a Fosun International e o fundo americano Apollo, sendo que os dois primeiros já confirmaram oficialmente que foram seleccionados.

O passo que se segue será a entrega de propostas não-vinculativas, que terá lugar entre o final de Fevereiro e o início de Março.

O Fundo de Resolução, cuja administração é nomeada pelo Banco de Portugal e pelo Ministério das Finanças, pretende concluir a reprivatização do Novo Banco até ao final do primeiro semestre de 2015.

Desde Agosto do ano passado que o Novo Banco, que concentra os activos “bons” do antigo BES, é detido a 100% por aquele fundo, uma entidade pública financiada por contribuições do sector bancário e por empréstimos do Tesouro. (Macauhub/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH