Missão do FMI em Angola para analisar situação económico-financeira

17 February 2015

O Fundo Monetário Internacional (FMI) está bem impressionado com a reacção rápida das autoridades angolanas à baixa do preço do petróleo, afirmou segunda-feira, em Luanda, o chefe da missão para Angola, Ricardo Velloso.

Ricardo Velloso fez essa apreciação no final de um encontro que manteve com as autoridades económicas angolanas, nomeadamente os ministros das Finanças, Economia Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Comércio e com o governador do Banco Nacional de Angola.

Citado pela agência noticiosa Angop, Velloso disse que os encontros serviram para trocar ideias sobre o actual momento macroeconómico que Angola está a atravessar e realçou que a visita visa preparar um encontro mais alargado que se prevê venha a realizar-se em Julho ou Agosto próximos.

O Ministério das Finanças informou em comunicado que esta missão insere-se no artigo IV do Acordo Constitutivo do FMI, que prevê a avaliação regular da política económica dos Estados-membros para “averiguar se esta é compatível com a estabilidade do sistema monetário internacional.”

A delegação, que permanecerá em Luanda até 21 de Fevereiro, vai analisar a execução das políticas económicas do governo de Angola, “centrando-se nas actualizações recentes, a fim de obter uma visão geral dos desenvolvimentos a nível dos sectores petrolífero e financeiro.”

Esta é a quarta visita de técnicos do FMI a Angola em menos de um ano, decorrendo esta em pleno processo de revisão do Orçamento Geral do Estado angolano, motivado pela quebra na cotação internacional do barril de petróleo, já entregue na Assembleia Nacional para apreciação e votação. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH