Angola anuncia sistema nacional de vigilância marítima

6 March 2015

Angola vai montar um sistema nacional de vigilância marítima, que prevê um reforço técnico e humano da Marinha, anunciou o governo em comunicado divulgado quinta-feira em Luanda.

Denominado Sistema Nacional de Vigilância Marítima e Segurança da Zona Económica Exclusiva de Angola, o plano inscreve-se no âmbito do Projecto Proatlântico”, que “visa elevar as capacidades técnicas e humanas” da Marinha.

Em Setembro passado o governo de Angola encomendou ao Brasil a construção de sete navios-patrulha, no âmbito de um Memorando de Entendimento Técnico rubricado entre os dois governos, nessa altura.

Em causa está a execução do Programa de Desenvolvimento do Poder Naval Angolano (Pronaval), que contará com o apoio da Empresa de Gestão de Projectos Navais (Emgepron) da marinha brasileira.

Os sete navios-patrulhas, cada um com 55,6 metros de comprimento, terão uma capacidade de deslocação de 500 toneladas e velocidade de 21 nós.

De acordo com o entendimento entre os dois governos, quatro dos navios serão construídos no Brasil (Rio de Janeiro) e os três restantes num estaleiro angolano a instalar na província do Cuanza Sul, 200 quilómetros a sul de Luanda. (Macauhub/AO/BR)

MACAUHUB FRENCH