China participa na reunião de doadores da Guiné-Bissau

19 March 2015

O reforço dos “entendimentos internos” na Guiné-Bissau é mais importante do que a realização da mesa-redonda com os doadores, a 25 de Março em Bruxelas, afirmou quarta-feira o embaixador da China na Guiné-Bissau.

O embaixador Wang Hua, que não estará presente na mesa-redonda de Bruxelas, disse à agência Lusa que “uma equipa forte” partirá de Pequim para participar no encontro promovido pelo governo guineense para apresentar aos parceiros o plano de desenvolvimento do país para o período 2015-2025.

“A China, como amiga da Guiné-Bissau, vai estar presente com uma equipa forte e eu vou ficar aqui em Bissau fazendo o meu trabalho”, salientou o embaixador Wang Hua, à margem de um encontro promovido pelo primeiro-ministro guineense, Domingos Simões Pereira, com os diplomatas e representantes de organismos internacionais para lhes explicar dos propósitos da mesa redonda.

Wang Hua disse ser “absolutamente determinante” manter a estabilidade para que a Guiné-Bissau possa ter “apoios de muitos amigos”, entre os quais, frisou, a própria China. (Macauhub/CN/GW)

MACAUHUB FRENCH