Frota de barcos de pesca da Empresa Moçambicana de Atum fica completa em Maio

10 April 2015

A frota de barcos de pesca da Empresa Moçambicana de Atum (Ematum) fica completa em Maio próximo, mês em que se prevê cheguem as últimas seis embarcações que se irão juntar às 18 já recebidas, informou o jornal Notícias, de Maputo.

A Ematum, uma empresa de capitais públicos e privados para a pesca de atum e outros recursos marinhos, foi criada em 2013, devendo a sua frota comportar um total de 24 embarcações, sendo 21 para a faina e as restantes três para apoio.

De acordo com a informação prestada quinta-feira em Maputo no decurso de um encontro destinado à divulgação junto do sector privado nacional das oportunidades de negócio que se abrem no âmbito da cadeia de valor do atum, as embarcações da empresa têm capacidade para 30 toneladas de pescado e uma autonomia de dez dias no mar.

A primeira grande oportunidade de negócio tem a ver com a formação e recrutamento de pessoal moçambicano para operar os barcos, com o objectivo de se ir gradualmente substituindo os técnicos estrangeiros que maioritariamente compõem as tripulações.

Outras oportunidades estão nas áreas de fornecimento de mantimentos para os tripulantes, peças sobressalentes, óleos lubrificantes e combustíveis, anzóis, equipamentos de segurança, empresas de processamento de atum e derivados e outros utensílios que actualmente são importados de países como Venezuela, China, Coreia e Estados Unidos de América.

O ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane, que participou no encontro, disse que o governo decidiu criar a Ematum, no âmbito da execução do Plano Director das Pescas 2010-2019, tendo em atenção o potencial disponível na zona costeira do Oceano Índico, incluindo Moçambique. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH