Fundo Soberano de Angola cria mais 5 fundos de capital de risco

14 April 2015

O Fundo Soberano de Angola constituiu mais cinco fundos de capital de risco destinados às indústrias de crescimento elevado e ao desenvolvimento económico e social de Angola e de África a sul do Saara, informou a instituição em comunicado enviado à macauhub.

O comunicado, divulgado segunda-feira, adianta que os cinco fundos dispõem de um capital inicial de 1,4 mil milhões de dólares a ser aplicado em investimentos em capital de risco ao longo dos próximos três a cinco anos em projectos nos sectores da actividade mineira, exploração de madeira, agricultura e saúde.

O quinto fundo, denominado “Fundo Sobreloja” (Mezzanine Fund, em inglês), destina-se a apoiar os empresários onde o financiamento através da dívida tradicional não seja aplicável, dispondo de 250 milhões de dólares para aplicações ao longo dos próximos cinco anos.

Um “Fundo Sobreloja” é basicamente um fundo para aplicações de capital em que o credor ganha o direito de converter o crédito em capital social da empresa caso o empréstimo não seja pago na data prevista e na totalidade.

O Fundo Soberano de Angola anunciou igualmente a constituição de uma sociedade comercial centrada na criação de incubadoras de micro-negócios para os empresários angolanos.

José Filomeno dos Santos, presidente do Fundo, é citado no comunicado afirmando que “os novos sectores abrangidos pelo investimento do Fundo Soberano de Angola têm elevado potencial e sustentabilidade, com vários benefícios não financeiros, tais como a criação de novos empregos e a formação profissional.”

Os cinco fundos de investimento agora anunciados somam-se aos dois já existentes, divulgados no terceiro trimestre de 2014, o Fundo com 1,1 mil milhões de dólares centrado em infra-estruturas, que investe em parcerias público-privadas, privatizações e grandes desenvolvimentos industriais e o Fundo Hoteleiro com 500 milhões de dólares, que pretende preencher a lacuna significativa da capacidade de gestão hoteleira com padrões internacionais na região em que Angola se insere. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH