Preços de bens produzidos em Angola mais elevados do que os estrangeiros

15 April 2015

Os grandes consumidores públicos em Angola consideram os preços elevados de alguns bens produzidos no país como um dos factores que os levam a preferir a importação em detrimento dos produtos nacionais, afirmou em Luanda um consultor do ministro da Economia.

Licínio de Freitas Vaz Contreiras disse que os responsáveis financeiros dos grandes consumidores públicos, casos dos ministérios da Defesa, Saúde, Interior e Reinserção Social, indicaram o nível de satisfação relacionado com a qualidade, quantidade de produtos e regularidade no fornecimento como outro constrangimento que os motiva a recorrer ao mercado externo.

A título de exemplo, disse o técnico citado pelo Jornal de Angola, os gestores públicos comparam o preço de uma luva produzida em Angola ao de outra produzida no exterior e constatam que a produzida localmente tem um preço mais elevado.

Em função desta constatação, Vaz Contreiras disse ser necessário que o governo se debruce sobre a necessidade de se proceder à redução dos custos de produção, através do aumento da oferta de energia eléctrica fiável e de melhor qualidade, de abastecimento de água e de estradas.

Ao abrigo da Lei da Contratação Pública, os ministérios e demais instituições públicas e privadas, estas últimas sempre que trabalhem para o Estado, devem destinar pelo menos 25% dos seus orçamentos para a aquisição de produtos no mercado interno. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH