Guiné-Bissau procura doadores para construir barragem

17 April 2015

A Organização para o Aproveitamento da Bacia do Rio Gâmbia (OMVG, sigla francesa) vai organizar um encontro com doadores para construir uma barragem de irrigação agrícola na Guiné-Bissau, anunciaram quinta-feira em Bissau dois membros do governo guineense.

Os ministros dos Recursos Naturais, Daniel Gomes, e da Agricultura, Aníbal Pereira, disseram que a barragem, orçada em 80 milhões de euros está projectada para a zona de Campossa, em Bafatá (centro da Guiné-Bissau) “essencialmente para irrigação agrícola.”

“O projecto de Gestão Integrada dos Recursos em Água da bacia do Kayanga/Geba já finalizou o estudo para construção da barragem” e a mesa redonda está agendada para 13 de Maio, em Bissau, disseram ainda os ministros, citados pela agência noticiosa Lusa.

A barragem de Campossa será um projecto paralelo aos investimentos principais da OMVG, que incluem a produção de electricidade a partir deste ano na barragem de Kaleta, na Guiné-Conacri.

Em pleno funcionamento, a barragem de Kaleta irá produzir cerca de 900 gigawatts/hora por ano.

A partir deste ano, com uma turbina, estarão já disponíveis 200 megawatts prontos a serem consumidos nos quatro países da OMVG (Guiné-Bissau, Senegal, Gâmbia e Guiné-Conacri) – sendo que o Estado guineense prepara o lançamento de concursos para instalar a rede eléctrica de alta tensão no país. (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH