Consórcio inicia obras na barragem de Massingir, Moçambique

20 April 2015

As obras de reparação do descarregador de fundo da barragem de Massingir, um projecto orçado em 60 milhões de dólares, iniciam-se em Maio próximo, disse Edgar Chongo, técnico afecto à Unidade de Gestão da Bacia do Limpopo.

A empreitada, a um cargo de um consórcio envolvendo a empresa italiana Cooperativa Muratori e Cementisti (CMC) di Ravenna e a sul-africana WBHO, terá a duração de 24 meses e o seu financiamento está assegurado com verbas do Orçamento de Estado de Moçambique e do Banco Africano de Desenvolvimento.

A referida obra, de acordo com Edgar Chongo, visa essencialmente garantir o funcionamento pleno da barragem, através das descargas de fundo, assegurando o atendimento das necessidades de água a jusante.

Chongo disse ainda ao jornal Notícias, de Maputo, que concluídos os trabalhos, estarão asseguradas as condições para a viabilização do projecto Massingir Agro-Industrial (MAI), para a irrigação de uma área de 37 mil hectares e produção de cana-de-açúcar no distrito de Massingir.

O Presidente de Moçambique inaugurou recentemente naquela barragem um descarregador auxiliar, uma obra com um custo de pouco mais de 34 milhões de dólares, que vai permitir a duplicação da anterior capacidade de vazão das águas em caso de ocorrência de cheias, de 20 mil metros cúbicos por segundo.

A barragem de Massingir, construída no início da década de 1970, foi concebida para irrigar uma área de cerca de 90 mil hectares ao longo de todo o vale do rio Limpopo e servir para controlar a ocorrência de cheias. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH