Macau vai reforçar cooperação com a província chinesa de Fujian

21 April 2015

O Chefe do Executivo de Macau, Chui Sai On, anunciou segunda-feira em Fuzhou que vai ser criada uma equipa de trabalho, chefiada pelo Secretário para a Economia e Finanças, para tratar do reforço dos laços de cooperação com a província de Fujian.

Chui, que falava durante um encontro com o governador da província de Fujian, Su Shulin, recordou que a cooperação com a província chinesa é uma das prioridades das linhas de acção do governo de Macau e referiu a importância dos residentes com laços a Fujian, em Macau, que contribuem para a cooperação entre as duas regiões.

O Chefe do Executivo referiu ainda que o projecto da «Faixa Económica da Rota da Seda e da Rota Marítima da Seda para o Século XXI» e a construção do projecto-piloto da zona de comércio livre em Fujian são importantes instrumentos económicos que permitem uma nova dinâmica e reforço da cooperação bilateral.

Chui Sai On, segundo um comunicado do Gabinete de Comunicação Social, propôs no encontro organizar visitas oficiais à província de Fujian para ficar a conhecer os diversos regulamentos da zona de comércio livre, impulsionar o investimento das empresas de Macau e desenvolver os trabalhos de intercâmbio entre os dois lados do Estreito de Taiwan.

O Chefe do Executivo defendeu ainda que se devem aproveitar as vantagens da posição geográfica de Fujian na «Rota de Seda Marítima do Século XXI» e integrar Macau na mesma estratégia, nomeadamente no que toca ao papel de Macau como plataforma de cooperação económica e comercial entre a China e os países da língua portuguesa.

Finalmente Chui Sai On pretende ainda criar uma marca de turismo cultural ligado à Deusa A-Má, venerada em ambas a regiões, reforçando a promoção das festividades no exterior de modo a atrair mais turistas internacionais.

No encontro o governador Su Shulin disse que os contactos entre Fujian e Macau são muito estreitos e a cooperação abrangente e indicou que Fujian está disponível para apoiar e participar na diversificação das indústrias e reforçar a cooperação turística e cultural.

Su Shulin frisou ainda que Fujian pode, através da plataforma de serviços de Macau, criar relações económicas e comerciais com os países de língua portuguesa e assinalou que tendo em consideração os contactos estreitos com Taiwan nas áreas económicas, comerciais e culturais, a província chinesa está também disponível para servir de plataforma para Macau e Taiwan. (Macauhub/CN/MO)

MACAUHUB FRENCH