Pumangol coloca sistema de bóias para amarração de navios na baía de Luanda, Angola

22 April 2015

A Pumangol, subsidiária angolana do grupo com sede em Singapura Puma Energy, procedeu terça-feira à inauguração de um sistema convencional de bóias para amarração de navios (CBM, na sigla em inglês) localizado na baía de Luanda, informou a empresa.

O CBM é actualmente um dos maiores sistemas do género no mundo, está ancorado no mar e permitirá a atracação de petroleiros de pequeno e grande porte até 225 mil toneladas e um calado máximo de 19,3 metros para descarga e carregamento de produtos petrolíferos.

De acordo com um comunicado divulgado em Luanda, o novo CBM está localizado na baía de Luanda, próximo às instalações da Pumangol no Porto Pesqueiro, actualmente em fase de ampliação, para o aumento da sua capacidade de armazenamento.

A ampliação das instalações da Pumangol permitirá aumentar a capacidade de armazenamento para 276 mil metros cúbicos, numa fase inicial, que poderá ser posteriormente expandida para 393 mil metros cúbicos e terá custado, quando concluída, 400 milhões de dólares.

A Pumangol entrou em Angola em 2004 e estabeleceu parceria com a Sonangol para investir, recuperar e liberalizar a sua indústria de comercialização e distribuição de produtos petrolíferos.

A empresa tem actualmente quatro áreas de negócio, nomeadamente a Pumangol Retalho, que opera as bombas de combustível, Pumangol Industrial, que vende combustível às indústrias, Pumangol Bunkering, que abastece combustível aos navios e a Angobetumes, que armazena e distribui betume.

A Pumangol é uma subsidiária da Puma Energy, cujo principal accionista é o grupo Trafigura Beheer BV dos Países Baixos, centrando a sua actividade na refinação e distribuição e transporte dos produtos da refinaria ao consumidor. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH