Moçambique adia prazo do 5º concurso de exploração petrolífera

23 April 2015

O prazo-limite para a apresentação de propostas ao 5º concurso de concessão de áreas para pesquisa e produção de hidrocarbonetos em Moçambique foi de novo prorrogado para 30 de Julho próximo, informou em comunicado o Instituto Nacional de Petróleos (INP).

Esta é a segunda que o prazo limite para a apresentação de propostas é adiado no âmbito do concurso internacional lançado a 23 de Outubro de 2014 depois de a primeira data, 20 de Janeiro de 2015, ter sido prorrogada para 30 de Abril de 2015 por pressão dos potenciais interessadas que necessitavam de mais tempo para elaborarem as respectivas propostas.

O INP informa agora em comunicado que a prorrogação visa dar tempo para a conclusão da revisão do Regulamento de Operações Petrolíferas e Contracto Modelo, bem como considerar a solicitação das empresas que querem ter todo o pacote legal aprovado antes da submissão das propostas.

O concurso, lançado simultaneamente em Maputo e Londres, tem em vista a concessão de 15 áreas, em terra e no mar, para a pesquisa e produção de petróleo em Moçambique.

No mar estão contempladas a bacia do Rovuma, com três áreas, Angoche, com duas e o delta do Zambeze, com seis e em terra há a zona de Pande/Temane, com três áreas e Palmeiras com uma, perfazendo 76 802 quilómetros quadrados. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH