Presidente da Guiné-Bissau afirma que país é seguro e aberto ao investimento privado

23 April 2015

A Guiné-Bissau é um país “seguro e aberto ao investimento privado” apresentando oportunidades “reais e diversificadas” que devem ser aproveitadas, afirmou quarta-feira em Bissau o Presidente José Mário Vaz.

O chefe de Estado guineense falava na abertura de uma conferência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorre em Bissau até quinta-feira, encontro co-organizado pela Confederação Empresarial da CPLP e pela Câmara do Comercio, Indústria, Agricultura e Serviços (CCIAS) da Guiné-Bissau.

“Estamos precisamente no momento adequado para se investir na Guiné-Bissau, opção essa que, além de ser racional, tem como pano de fundo oportunidades bem reais e diversificadas”, notou ainda o Presidente guineense, citado pela agência noticiosa Lusa.

Por seu turno, o presidente da confederação empresarial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), o moçambicano Salimo Abdula, defendeu em Bissau que se está perante “um novo momento” na vida da Guiné-Bissau.

“Estamos a assistir ao iniciar de um novo momento na vida deste país, ao lançar das pedras para um crescimento mais evidente, mais sustentável e que tem por base principal o desenvolvimento da economia”, defendeu Salimo Abdula.

O presidente da CE-CPLP disse ainda que os empresários da CPLP poderão vir a investir nos quatro “principais motores do crescimento” apresentados pelo governo da Guiné-Bissau, nomeadamente a agricultura e agro-indústria, pescas, turismo e extracção mineira. (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH