Guiné-Bissau com acesso a cabo submarino de telecomunicações dentro de 2 anos

27 April 2015

A Guiné-Bissau poderá ter acesso ao cabo submarino de telecomunicações dentro de um período máximo de dois anos, afirmou em Washington o ministro da Economia e Finanças, Geraldo Martins.

O ministro afirmou que o acesso ao novo sistema de cabos submarinos ACE (“Africa Coast to Europe”) será possível através de um crédito bonificado a ser concedido pelo Banco Mundial.

Orçado em cerca de 35 milhões de dólares, este montante poderá ser aprovado pelo Conselho da Administração do Banco Mundial até Dezembro deste ano.

A criação deste sistema de cabos submarinos ACE, um consórcio de 16 empresas, teve um investimento inicial de 700 milhões de dólares e tem a extensão desde França à África do Sul, estando em funcionamento desde 2012

Com esta ligação, a Guiné-Bissau terá um aumento de capacidade de rede, assim como uma maior capacidade de troca de comunicações, principalmente através de Internet de banda larga.

De acordo com as informações da empresa, o sistema dos cabos submarinos do ACE tem uma capacidade potencial de 5,12 Tbps (terabits por segundo) suportada pela tecnologia WDM (“Wavelength-division multiplexing”) com comprimentos de onda a 40 Gbps (gibabits por segundo). (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH