Ponte Maputo/Catembe, em Moçambique, será inaugurada em 2017

27 April 2015

As obras de construção da ponte entre Maputo e a Catembe, que liga as duas margens da baía de Maputo, ficarão concluídas até ao final de 2017, garantiu sábado o Presidente da República, Filipe Nyusi.

O Presidente, que usava da palavra num comício, disse ainda o governo vai desenvolver esforços no sentido de melhorar as embarcações que actualmente fazem o transporte de passageiros entre as duas margens, “para garantir a sua manutenção e evitar que tenham muitas avarias.”

Filipe Nyusi anunciou o início das obras de construção de algumas artérias da vila da Catembe, numa extensão de seis quilómetros, o que irá melhorar significativamente a circulação rodoviária no povoado, uma outra preocupação levantada pelos populares.

A ponte Maputo/Catembe é um antigo objectivo das autoridades moçambicanas, que chegaram a negociar com Portugal o financiamento da obra, mas que, já em 2012, viria a ser garantido pelo Banco de Exportações e Importações da China, quando o projecto foi oficialmente lançado juntamente com o da Estrada Circular de Maputo, cujo orçamento de cerca de 315 milhões de dólares foi também maioritariamente disponibilizado pelo banco estatal chinês sob a forma de empréstimos ao governo moçambicano.

Ambas as infra-estruturas estão a ser executadas pela China Bridge and Road Corporation, estando já na fase final a construção da Estrada Circular de Maputo, que inclui sete sectores rodoviários, numa extensão de 74 quilómetros.

Considerada a obra mais emblemática do sul do país, desde a independência de Moçambique, a ponte sobre a baía de Maputo vai concretizar e completar a ligação rodoviária desde o extremo norte ao extremo sul do país.

A ponte, que será uma das maiores de vão suspenso em África, terá uma extensão de 680 metros, com o viaduto de acesso norte a ter 1097 metros de extensão e o de acesso sul 1234 metros.

A edificação desta ponte está inserida no projecto de construção da estrada Maputo/Ponta de Ouro, numa extensão de 209 quilómetros, empreendimento que se encontra dividido em três partes – troço Maputo/Catembe, com uma extensão de 35 quilómetros, troço dois que compreende Catembe/Ponta de Ouro, com 109 quilómetros e que engloba a reparação/construção de estradas entre Catembe/Bela Vista e Bela Vista/África do Sul e troço três, com 63 quilómetros e que compreende a reparação da estrada Bela Vista/Boane.

Este projecto tem um custo estimado em pouco mais de 700 milhões de dólares. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH