Metade dos distritos de Moçambique coberto pela rede bancária

18 May 2015

A taxa de cobertura da rede bancária em Moçambique subiu de 21% dos 128 distritos de Moçambique para 50% em nove anos, disse domingo em Maputo o ministro moçambicano da Economia e Finanças.

Adriano Maleiane, que falava durante a cerimónia de abertura de um simpósio internacional organizado pelo Banco de Moçambique, disse que as políticas adoptadas pelo governo moçambicano nos últimos anos contribuíram para a expansão dos serviços financeiros no país, aumentando o número de agências bancárias, principalmente nas zonas mais recônditas.

“Em poucos anos, por exemplo, a população com acesso à telefonia móvel passou de 1,7 milhões em 2005 para mais de 10 milhões em 2013, permitindo, assim, a realização de novas formas de transacções bancárias e, consequentemente, maior acesso aos serviços financeiros”, disse o ministro.

Adriano Maleiane defendeu, porém, que o país ainda enfrenta vários desafios pela frente, no âmbito do programa de alargamento da rede bancária em Moçambique.

“Muitos moçambicanos, principalmente nas zonas mais recônditas, ainda são obrigados a percorrer longas distâncias para encontrar uma agência bancária, o que torna urgente a expansão da rede de balcões para as zonas rurais”, afirmou Adriano Maleiane, lembrando que a expansão da rede financeira contribui para o aumento da poupança, do investimento e da exploração da riqueza que o país possui.

Subordinado ao tema “Papel da Inclusão Financeira No Crescimento Económico: Desafios e Perspectivas”, o simpósio internacional, realizado em Maputo, assinalou o início das cerimónias de comemoração do 40º aniversário do Banco de Moçambique, tendo reunido empresários, representantes de instituições bancárias estrangeiras e quadros do governo. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH