Banco Mundial financia reforço do Ministério das Finanças da Guiné-Bissau

20 May 2015

O governo da Guiné-Bissau e o Banco Mundial assinaram terça-feira em Bissau um acordo de financiamento de 3,5 milhões de dólares para um projecto de reforço da capacidade do Ministério das Finanças.

O documento foi assinado por Vera Songwe, directora de operações do Banco Mundial para a Guiné-Bissau, Senegal, Cabo Verde, Mauritânia e Gâmbia e pelo ministro da Economia e Finanças guineense, Geraldo Martins.

O ministro destacou que o projecto que recebeu agora financiamento “é muito importante porque vai lançar as bases para o reforço da gestão das finanças públicas, nomeadamente em duas áreas fundamentais, a arrecadação das receitas e a gestão das despesas.”

No que se refere à arrecadação de receitas este projecto vai centrar-se no apoio à Direcção das Contribuições e Impostos, das Alfândegas e do Tesouro e na gestão das despesas o apoio centrar-se-á na Direcção Geral do Orçamento e Assuntos Fiscais, do Concurso Público e outras do ministério.

Em encontro anterior à assinatura deste acordo de financiamento, o governo e a missão do Banco Mundial liderada por Vera Songwe procuraram identificar os projectos e programas que irão absorver os 250 milhões de dólares prometidos pela instituição na mesa redonda de Bruxelas.

“O Banco Mundial renovou a promessa de apoiar a Guiné-Bissau com 250 milhões de dólares prometidos em Bruxelas”, frisou o ministro Geraldo Martins que revelou que de momento o governo está mais preocupado com a identificação dos projectos e programas concretos que irão beneficiar daquele financiamento. (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH