Grupo GE poderá perder negócio de 350 milhões de dólares com Angola

21 May 2015

O grupo norte-americano General Electric poderá vir a perder um negócio de 350 milhões com Angola caso o Congresso dos Estados Unidos encerre o Banco de Exportações e Importações, afirmou o presidente do grupo para a divisão de transportes.

Russell Stokes, presidente da GE Transportation, disse ainda à agência financeira Reuters que caso o Banco ExIm seja mesmo encerrado a empresa perderá o contracto ainda não formalizado para o fornecimento de 100 locomotivas a gasóleo.

“Sem o financiamento do Banco ExIm, Angola compraria muito provavelmente locomotivas fabricadas na China, pondo em perigo 1800 postos de trabalho na GE Transportation bem como nos seus fornecedores”, disse ainda Russell Stokes.

Ao abrigo do contracto estabelecido com o Instituto Nacional Dos Caminhos de Ferro Angola (INCFA), a GE Transportation iria fornecer 100 locomotivas C30ACi a Angola, sendo o crédito concedido pelo Banco ExIm dos Estados Unidos.

As locomotivas de seis eixos com motores de 12 cilindros a gasóleo e 3000 cavalos-vapor seriam construídas nas instalações da empresa em Erie, Pensilvânia, Estados Unidos, estando a entrega prevista para ocorrer ao longo de três anos a partir de 2016. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH