Empresa privada faz prospecção de metais raros e preciosos em Angola

21 May 2015

O contracto celebrado entre a Empresa Nacional de Ferro de Angola (Ferrangol) e a empresa privada Ozango Minerais, para a prospecção de metais raros e preciosos nas províncias do Huambo e do Bié, foi aprovado pelo ministro das Geologia e Minas de Angola.

A aprovação consta de um despacho do ministro Francisco Queiroz que estipula que a actividade de prospecção da Ozango Minerais será desenvolvida numa área de 3670 quilómetros quadrados, entre os municípios da Caála, Longonjo, Katabola e Ukama, nas províncias do Huambo e do Bié.

Uma vez concluída a fase de prospecção e avaliação, que decorrerá num período de entre cinco a sete anos, seguir-se-á, caso haja interesse do grupo privado e autorização do Estado, a fase de exploração, cujos direitos mineiros poderão permitir a actividade até 35 anos, estabelece o mesmo despacho.

A execução do Programa de Diversificação da Indústria Mineira, recorda o documento citado pela agência noticiosa Lusa, insere-se nas prioridades de governação em Angola até 2017, numa altura em que as receitas angolanas continuam centradas no sector do petróleo. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH