Companhias aéreas da América Latina disputam TAP – Air Portugal

22 May 2015

Duas das três propostas apresentadas à compra de 66% do capital social do grupo TAP – Air Portugal passaram à fase de negociação, consideradas como tendo “mérito equivalente”, noticiou o diário electrónico português Observador.

O diário adiantou terem sido aprovadas as propostas dos grupos empresariais do norte-americano David Neeleman, controlador da brasileira Azul, associado ao empresário português Humberto Pedrosa, do grupo de transportes rodoviários Barraqueiro e de German Efromovich, da brasileira e colombiana Avianca e chumbada a do português Miguel Pais do Amaral, da Quifel Holdings.

A decisão baseia-se no relatório da Parpública, SGPS estatal, entregue ao governo esta semana, que considerou que esta proposta não cumpria o caderno de encargos por não ser vinculativa

O relatório da Parpública avaliou as propostas do ponto de vista financeiro e reflecte também a opinião da TAP sobre a qualidade técnica e estratégica das ofertas.

Nesse relatório, em que se baseia a decisão do governo, a Parpública considerou que as duas propostas dos empresários David Neeleman e Germán Efromovich eram de “mérito equivalente” ao nível financeiro e estratégico.

Nos termos do caderno de encargos isso significa que estão reunidas as condições para se iniciar um processo de negociação com os dois empresários, que propõem aplicações de capital entre 250 milhões e 350 milhões de euros na TAP e apostam na renovação da frota da companhia portuguesa, até 50 aviões. (Macauhub/BR/PT)

MACAUHUB FRENCH