Posto fronteiriço em Timor-Leste recolhe 2,8 milhões de dólares em impostos em 2014

27 May 2015

O posto fronteiriço de Motaain, na localidade timorense de Batugadé, recolheu em 2014 mais de 2,8 milhões de dólares em taxas alfandegárias e outros impostos, de acordo com dados oficiais.

As receitas alfandegárias, que em média representam cerca de 10% do valor dos produtos importados, cifraram-se no primeiro trimestre de 2015 naquele posto em 726 mil dólares.

Os dados foram apresentados esta semana por responsáveis do posto fronteiriço, que liga por terra Timor-Leste e a metade indonésia da ilha e que é, além do porto de Dili, o principal ponto de entrada e saída de bens e pessoas em Timor-Leste.

Helder Lopes, vice-ministro das Finanças, Júlio Ximenes, director nacional de Alfândega e José Abílio, director-geral das Alfândegas, visitaram esta semana tanto Motaain como outros postos de vigilância na fronteira terrestre, cuja definição está a ser alvo de conservações entre os dois países.

Durante a visita Helder Lopes foi informado das carências de recursos humanos e materiais que se evidenciam nos postos de controlo, algo que prometeu corrigir o mais rapidamente possível para garantir “as melhores condições” na fronteira. (Macauhub/TL)

MACAUHUB FRENCH