Empresa do Kuwait investe 1,5 mil milhões de dólares em projecto agro-industrial em Moçambique

28 May 2015

A Al-Bader International Development Company pretende investir 1,5 mil milhões dólares num projecto agro-industrial de produção de cana-de-açúcar em Moçambique, com vista à produção de etanol, anunciou quarta-feira, em Maputo, o director executivo da empresa do Kuwait.

Ali Mahmoud, que falava após um encontro com o primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, indicou que o projecto será desenvolvido no distrito de Massingir, no interior da província meridional de Gaza, devendo ter início dentro de três meses, de acordo com a agência noticiosa AIM.

Além deste projecto agro-industrial, a empresa pretende criar na província de Tete uma unidade de conversão de resíduos de carvão em combustíveis líquidos (CTL, na sigla em inglês), prevendo, para isso, realizar um investimento de 13 mil milhões de dólares.

Estes combustíveis são produzidos há várias décadas na África do Sul, país que é apresentado como o único do mundo com uma indústria comercial de CTL activa, e podem, segundo Ali Mahmoud, reduzir a factura de importação de energia de Moçambique.

Na região carbonífera de Tete, vários projectos de exploração de carvão estão actualmente a ser desenvolvidos por grupos internacionais, como a Vale, do Brasil, e a International Coal Ventures Private Limited, da Índia, enfrentando dificuldades associadas à baixa capacidade de exportação das infra-estruturas locais e à queda do valor do mineral nos mercados internacionais.

O director executivo da Al Bader International Development Company disse que a carteira de projectos que a empresa tenciona desenvolver em Moçambique está avaliada em 26 mil milhões de dólares.

A companhia faz parte do grupo Al-Bader que desenvolve operações em vários sectores de actividade no Médio Oriente, em África e na Ásia. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH