Cabo Verde e China analisam em Pequim reforço da cooperação bilateral

1 June 2015

Cabo Verde e a China iniciam hoje em Pequim a 2ª reunião da Comissão Conjunta de Cooperação, Económica, Comercial e Técnica entre os dois países no decurso da qual os cabo-verdianos procurarão atrair investimento chinês, noticiou a imprensa do arquipélago.

Citando um comunicado oficial divulgado na Praia, a imprensa informa que a delegação cabo-verdiana é liderada pela ministra do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes, na sequência também de uma visita oficial e de trabalho que efectua no mesmo período à China.

No decurso da reunião, Leonesa Fortes vai procurar atrair e possibilitar parcerias entre empresas cabo-verdianas e chinesas interessadas na exploração comercial dos recursos marinhos (algas), na indústria da pedra – pozolana, rocha ornamental e brita – e nos minerais, designadamente o sal e angariar fundos que constituam uma alternativa ao financiamento tradicional para os projectos de risco elevado.

Durante a visita, estão agendados vários encontros com entidades chinesas, como o Banco de Desenvolvimento da China, Banco de Exportações e Importações da China, Turismo Nacional da China, Conselho da China para a Promoção do Comércio Internacional, grupo de telecomunicações Huawei, Câmara de Comércio de Hangzhou e uma visita de cortesia ao presidente da câmara de Xangai.

Apesar da relação em sentido único do comércio com a China, disse Leonesa Fortes, existem, no contexto da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), diversas oportunidades a explorar e que exigem escala e investimentos, razão por que Cabo Verde quer atrair empresas chinesas a Cabo Verde.

As duas partes vão rever as relações diplomáticas bilaterais, fazer um balanço do impacto da cooperação chinesa no desenvolvimento económico e social de Cabo Verde e acompanhar as medidas anunciadas pelo Fórum de Cooperação China/África e pelo Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum Macau) e os projectos em execução e em estudo.

Leonesa Fortes indicou que irá apresentar novos projectos à China, sendo que o acesso aos mecanismos de financiamento por via da capitalização dos fundos nacionais poderá vir a constituir uma via alternativa às fontes de financiamento tradicionais para projectos de grande crescimento e risco elevado. (Macauhub/CN/CV)

MACAUHUB FRENCH