Moçambique pretende obter financiamento do Banco Islâmico de Desenvolvimento

9 June 2015

O governo de Moçambique pretende captar fundos do Banco Islâmico de Desenvolvimento (BID) para financiar vários projectos de investimento das pequenas e médias empresas, disse segunda-feira, em Maputo, o vice-ministro da Indústria e Comércio, Osmar Mithá.

No final de um encontro entre o sector privado, representado pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) e representantes do BID, que participam no X Fórum Global do Banco Islâmico de Desenvolvimento, um evento a realizar-se esta semana em Maputo, o vice-ministro salientou procurar financiamento para projectos que contribuam para desenvolver o país e permitam a criação de emprego.

Omar Mithá, citado pela agência noticiosa AIM, referiu que o BID reagiu positivamente a esta pretensão de Moçambique, mas afirmou que o país ainda se confronta com alguns obstáculos, nomeadamente a introdução de melhorias em alguns aspectos legais.

O director executivo adjunto da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Eduardo Macuácua, disse ter o encontro representado uma oportunidade para o sector privado angariar financiamentos para diversos projectos, nomeadamente os relacionados com a prestação de serviços aos grandes projectos.

O BID já aplicou pelo menos 300 milhões de dólares em diversos sectores de actividade em Moçambique desde 1995, ano que o país aderiu ao grupo financeiro.

Actualmente, estão em curso 22 projectos avaliados em mais de 160 milhões de dólares, em sectores como agricultura, educação, saúde e abastecimento de água. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH