Empresários da China no Brasil para análise do caminho-de-ferro transoceânico

11 June 2015

Um protocolo de intenções para a construção da linha de caminho-de-ferro Transoceânica foi esta semana assinado pelos governadores dos estados brasileiros de Mato Grosso, Pedro Taques, Acre, Tião Viana, e Rondónia, Confúcio Moura, noticiou a imprensa brasileira.

A cerimónia de assinatura do protocolo de intenções contou com a presença do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang e de um grupo de 23 empresários chineses que está a efectuar uma expedição pelas cidades que serão beneficiadas com a construção daquela linha de caminho-de-ferro, que liga os oceanos Atlântico e Pacífico.

O protocolo é consequência da parceria estratégica estabelecida entre o Brasil e a China e dos 35 acordos assinados pela Presidente Dilma Rousseff e pelo primeiro-ministro da China, Li Keqiang, a 19 de Maio passado, um dos quais prevê a realização de um estudo de viabilidade de construção da linha que, de acordo com o projecto, sai do Rio de Janeiro, passa por Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondónia, Acre e termina no Peru.

Especialistas afirmam que o investimento necessário pode atingir 30 mil milhões de dólares, sendo que os principais beneficiados no Brasil seriam os produtores rurais da região ocidental do estado de Mato Grosso, que teriam um percurso mais curto para exportar a respectiva produção, principalmente de soja.

Em 2014, a China importou de Mato Grosso produtos no valor de 4,9 mil milhões de dólares, de que 4,6 mil milhões de dólares foram de soja, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil. (Macauhub/BR/CN)

MACAUHUB FRENCH