Cabo Verde retoma exportação de sal

15 June 2015

Cabo Verde retomou a exportação de sal, desta vez para Espanha, através da Palmeira e Pesca Lda (P&P), empresa que tem o espanhol Fernando Vega, natural da região da Galiza, como um dos principais accionistas, noticiou o jornal cabo-verdiano A Semana.

O jornal acrescenta ser este negócio histórico, por acontecer 31 anos decorridos sobre a extinção da Companhia de Fomento de Cabo Verde (CFCV), que cessou actividade em 1984 quando parou de exportar sal para Portugal e para a actual República Democrática do Congo.

Fernando Vega disse tratar-se “de um bom negócio para a empresa”, que também exporta semanalmente para a Europa uma média de 1,5 toneladas de peixe fresco – crustáceos vivos, lagostas e percebes, entre outros, além de fornecer pescado a várias unidades hoteleiras das ilhas do Sal e da Boa Vista.

O sal, adquirido à concessionária Salinas de Cabo Verde ao abrigo de um contracto que vai permitir modernizar esta antiga unidade industrial da ilha do Sal, destina-se a ser utilizado pelos atuneiros espanhóis que fazem transbordo no Porto Grande do Mindelo.

“No dia 15 de Maio de 2015, a Palmeira e Pesca estabeleceu um acordo com a concessionária Salinas de Cabo Verde para investir 125 mil euros na modernização desta antiga unidade industrial e, em contrapartida, a P&P fica com a exclusividade na compra do sal para depois vender a barcos de pesca e estabelecimentos industriais”, disse Fernando Vega.

O empresário espanhol disse que a meta estabelecida é vender pelo menos 6 mil toneladas de sal por ano a navios atuneiros e de pesca industrial de Espanha, sendo que o primeiro fornecimento de 80 toneladas foi feito a 24 de Maio passado a um navio atuneiro espanhol no Mindelo. (Macauhub/CV)

MACAUHUB FRENCH